Cordel Digital

Certificado de menção honrosa a Fabricio Rocha no Prêmio Unisys de Jornalismo de 2003 pela série "Cordel Digital"
Padrão

Entre dezembro de 2002 e janeiro de 2003 escrevi o “Cordel Digital”, em três edições da coluna Micros e Cia que eu compartilhava com o denodado Felipe Campbell no caderno de Informática do Correio Braziliense (à época chamado de “eTudo”). Ainda me orgulho do texto e da menção honrosa que ele me rendeu no Prêmio Unisys de Jornalismo de 2003, cujo tema era “A Tecnologia da Informação na Democratização do Ensino”. Só não me orgulho é de sentir que o texto ainda parece atual, quase 14 anos depois de publicado e agora transcrito aqui.

Continue lendo

Globo e suas reformas…

Padrão

Assistindo a qualquer jornal da Globo hoje:

– A economia saiu do buraco. Gerados mais de 60 mil empregos. Mercado comemora. Mas todos os 12 especialistas entrevistados dizem que para ficar melhor é preciso aprovar as reformas trabalhista e, principalmente, da Previdência.

– Prefeitos reunidos em Brasília arrancam do Presidente Michel Temer uma medida provisória para renegociação das dívidas dos municípios, após assegurarem apoio às reformas trabalhista e, principalmente, da Previdência.

– Denúncia sobre Donald Trump: ele teria pedido fim das investigações do FBI sobre relação do governo com os russos porque teria vazado informações. Trump não quis comentar o assunto. Mas sua assessoria, por nota, informou que a preocupação, agora, é com o Brasil, que precisa aprovar as reformas trabalhista e, principalmente, da Previdência.

– Operação da Polícia Federal prende funcionária de alto escalão do Ministério da Agricultura por recebimento de propina para prejudicar processos. Um caso assim seria menos provável com a aprovação das reformas trabalhista e, principalmente, da Previdência.

– A chuva deu uma trégua na Região Norte e se espalhou pela região Centro-Oeste. As temperaturas no Sul e no Sudeste continuam baixas, devido à frente fria que veio do Uruguai, e o tempo só vai melhorar com a aprovação das reformas trabalhista e, principalmente, da Previdência.

– O Atlético Mineiro segue adiante na Libertadores da América após golear time argentino, e pode ser o campeão se forem aprovadas as reformas trabalhistas e, principalmente, da Previdência.

A última (?) entrevista de John Lennon

John Lennon em entrevista à Playboy em 1980
Padrão

Remexendo velhos jornais que estavam lá no armário aguardando há anos (quase décadas, na verdade) um destino melhor, encontrei um encarte especial da revista Playboy, de 1980 ou de 1981, não sei dizer ao certo, com a dita “última entrevista de John Lennon”. Esse título, na verdade, é disputado pelo menos pela revista Rolling Stone, e não vou entrar nessa questão. O fato é que comprei esse encarte num sebo há muitos, muitos anos, e mal lembrava da existência dele.

O “destino melhor” que pretendo dar aos tais jornais (que são, principalmente, as minhas reportagens das épocas de Jornal de Brasília e Correio Braziliense) é digitalizá-los. Então, pela importância histórica, e para começar a experimentar o processo de digitalização com câmera e Linux, o encarte do John Lennon virou minha cobaia, e orgulhosamente aqui o compartilho (até que alguém reclame, pelo menos).

Não consegui fazer tudo com a perfeição que gostaria, mas acho que está satisfatório e que consegui transformar o encarte em um arquivo PDF com boa relação entre tamanho e qualidade. Observações e dicas são bem vindas!

Atualização geral!!

Padrão

Parei na Greve Geral de 28 de abril de 2017.

Eu não queria que fosse apenas um dia de folga (aliás, eu tinha horas no banco e podia tirar folga a qualquer momento; acho que as usei por uma boa causa). Pensei que seria um bom momento para atualizar meu velho site, parado há cinco anos (!!!!!), e voltar a colocar nele coisas que ultimamente eu só vinha escrevendo no Facebook.

Foi algo bem mais demorado e complicado do que eu poderia imaginar. Mas também foi uma boa causa. Eu não via sentido em blog, mas agora sinto que é o melhor e mais despretensioso formato para minhas necessidades. Aos poucos vou fazendo os ajustes na nova plataforma. E ainda preciso revisar como ficou o conteúdo migrado do portal anterior (pelo menos consegui manter o grosso do material, o que já é ótimo!).

Aos leitores, muito obrigado pela persistência e pela curiosidade!

A minha Justiça não é a mesma do Renan

Padrão

Historiadores e coleguinhas registradores dos fatos, guardai o dia 7 de dezembro de 2016. Foi o dia em que o guardião da Constituição Brasileira despudoradamente rasgou a própria, para consolidar o Golpe de 16 e avançar na instauração da chamada “Ditadura da Toga”. Em terra de pedaladas e outros dribles, o STF deu um voleio hermenêutico em triplo twist carpado para proibir nominalmente o cidadão Renan Calheiros de assumir a Presidência da República, mesmo que por acaso continue ele a ser o presidente do Senado Federal.

Continue lendo

É golpe, sim!

Padrão

No futebol há várias histórias desse tipo (a Copa de 78 talvez seja o exemplo mais escandaloso). Joguinho chato, travado no 0 a 0, em que o time A, jogando na casa do adversário, não emplaca um gol mas conta com a vantagem do empate. Aí, em dado momento, o zagueiro marca um inacreditável golaço… contra. Alguns instantes depois, o goleiro nem se mexe para pegar o chute do time B. O árbitro, ou “juiz”, não apenas finge que não vê o que está acontecendo, como também começa a distribuir cartões apenas para os jogadores do time A. Que, obviamente, sai do jogo derrotado, humilhado e desfalcado.

Continue lendo

100 dias de spam

Padrão

Certamente como a maioria das pessoas que têm um e-mail no Brasil, já não agüento mais gastar boa parte do meu tempo apagando dezenas de e-mails que não me interessam em nada mas recebo todo santo dia. Resolvi descobrir quem são os maiores spammers do Brasil e passei 100 dias tomando nota de e-mails que nunca pedi ou autorizei, e de todas as tentativas — muitas delas em vão — de não mais recebê-los. De lojas que nunca ouvimos falar até gigantes multinacionais do varejo, constatei que a internet brasileira está completamente contaminada por essa prática covarde, desrespeitosa e acima de tudo impune.

Continue lendo

Os fins e os meios da Lei Seca

Padrão

O Ministério da Justiça quer uma Lei Seca ainda mais árida: multas de até 4 vezes o já salgado valor atual, suspensão da habilitação por dois anos, dispensa de exame de alcoolemia. Declara o ministro José Eduardo Cardozo que a lei na forma atual permite a alegação da falta de provas junto à Justiça e leva à sensação de impunidade, daí a necessidade de alterar a lei novamente. Estou quase sendo convencido de que o Ministério tem pretensões tímidas demais para tão nobre propósito.

Continue lendo